Sexta, 24 Outubro 2014

A Sanepar implantou um novo sistema de leitura e emissão das contas de água

Publicado em Tecnologia
Avalie este item
(0 votos)

A Sanepar começou esta semana, por Curitiba e Região Metropolitana, a implantação de um novo sistema de leitura e emissão de contas de água. Os leituristas passaram a utilizar um smartphone (o MC55A) que agrega alta tecnologia em hardware e software. O software foi desenvolvido pelos técnicos da empresa. Além de garantir maior eficiência, o novo sistema vai gerar uma redução de custos operacionais estimada em R$ 1 milhão por ano. A implantação do MC55A será gradual, por região, e estará concluída em setembro deste ano. A Sanepar emite 2 milhões e 650 mil contas por mês.


Entre as vantagens do novo sistema está a possibilidade de reduzir praticamente a zero a inconsistência no código de barras. Pelo modelo anterior, cerca de 0,15% das contas geravam dificuldade na hora do pagamento e o cliente era obrigado a solicitar a emissão da segunda via. “O novo equipamento permite maior qualidade na impressão das contas e de captura do código de barras pelos leitores ópticos dos agentes arrecadadores, lotéricas e bancos”, diz o gerente comercial da Sanepar, Luiz Carlos Braz de Jesus.

O novo equipamento é 20% mais leve, o que representa uma vantagem significativa para os leituristas. O coletor de dados e a impressora pesam 1,2 quilo, contra 1,5 quilo do anterior. “Estes 300 gramas a menos representam muito para os trabalhadores, em ergonomia e em qualidade das condições de trabalho. O equipamento é compacto e leve, fácil de transportar e usar. Também oferece desempenho excepcional, e permite concluir a maior parte das tarefas de forma mais precisa, em menor tempo, melhorando a produtividade e o atendimento ao cliente”, informa o gerente de faturamento da Sanepar, Marcos Cardoso.

ESPECIFICAÇÃO – O novo sistema foi desenvolvido em plataforma Windows Mobile de última geração. Durante oito meses os técnicos testaram e homologaram diversos conjuntos de equipamentos (coletores de dados e impressoras portáteis) disponíveis no mercado, procurando identificar melhores condições de desempenho e praticidade, capazes de atender plenamente as necessidades do projeto.

Os equipamentos de coleta de dados, processamento e impressão móvel, de última geração, homologados na Sanepar, oferecem as condições técnicas para embarcar novas tecnologias nos aparelhos, como GPS e GPRS, além da comunicação de voz e texto. “O processo, na casa do cliente, deve se tornar mais eficiente, graças ao sistema de coleta, análise, processamento e impressão empregado na impressão das contas e avisos”, destaca o gerente de tecnologia da informação, Wilhelm Baade.

HISTÓRICO – Até a década de 80, o processo de leitura e entrega das contas exigia que o leiturista fosse duas vezes por mês até a casa do cliente. Na primeira, ele capturava os dados e lançava-os manualmente numa planilha. Depois, as faturas eram processadas e entregues nos endereços dos clientes. O tempo entre a leitura e o vencimento das contas podia chegar a 80 dias.

Em 1984, os técnicos da Sanepar descobriram nos Estados Unidos uma tecnologia que poderia ser aplicada no setor de saneamento. Em 1988 a empresa implantou o sistema de leitura e entrega simultânea de conta/fatura de água e esgotamento sanitário, sendo pioneira em toda a América Latina no uso daquela tecnologia. O MCP (Microcomputador Portátil) revolucionou o sistema de leitura e entrega simultânea das contas e possibilitou ganhos de performance e produtividade. Apesar de ser um equipamento de última geração na época, pesava 4,5 quilos.

João M. Nunes de Camargo

Confira as principais Noticias da Cidade de guarapuava e Região.
Participe enviando sugestões para nossa equipe.

Website.: www.guarapuavaeregiao.com.br E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Deixe um comentário

Deportivo futsal

ads

segurança