GUARAPUAVA: Candidato a vereador é alvo de investigação do GAECO e MP

GUARAPUAVA: Candidato a vereador é alvo de investigação do GAECO e MP

O Núcleo do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e o Ministério Público Eleitoral em Guarapuava/PR, cumpriram na manhã desta segunda-feira (08/10) oito mandados de busca e apreensão em comitê eleitoral e na casa de um candidato a vereador da cidade, que não foi eleito. A ação contou com o apoio de agentes da Polícia Federal.

A operação “Highlander” foi iniciada há cerca de trinta dias, com o objetivo de apurar compra de votos por parte do então candidato Samuel da Silva Pinto, segundo a promotora de Justiça Elaine Munhoz Gonçalves Rodrigues.

Durante a operação, foram apreendidos R$ 6,6 mil, além de diversos materiais relacionados à prática de compra de votos. A compra de votos se daria através da distribuição de vales-combustível, transporte de eleitores no domingo de eleição, concessão de dádivas como alimentos, excursão, entre outros.

Todo o material apreendido será encaminhado ao Ministério Público Eleitoral, que deve abrir uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), pedindo a inelegibilidade do então candidato.

Também foi cumprido mandado de busca e apreensão na residência do vereador Sadi Federle (alvo da operação Fantasma, de 2011), em poder de quem foi apreendida uma declaração firmada pelo investigado Samuel da Silva Pinto, que se comprometeu, expressamente, em troco do voto e se eleito, a nomear a esposa do vererador Sadi para um cargo de confiança.

 

NP

Avalie este item
(1 Voto)

Sobre o Autor

Website.: www.guarapuavaeregiao.com.br

Confira as principais Noticias da Cidade de Guarapuava e Região.
Participe enviando sugestões para nossa equipe.

Entre para postar comentários